Cogeração – Eficiência Energética

Conceito da Cogeração

Designa-se por Cogeração a produção simultânea de energia térmica e energia elétrica a partir de um único combustível e de um único conjunto de equipamentos, assegurando acréscimo relevante de rendimento e de eficiência relativamente aos processos tradicionais de produção de energia.

Nos processos tradicionais de produção de energia elétrica a partir de fuel, gás ou biomassa, pelo menos 60% da energia primária contida no combustível é transformada em calor e perdida para a atmosfera. Nas centrais termoelétricas clássicas a eficiência média situa-se entre 35% e 40%.

Nos sistemas de cogeração, por outro lado, com o aproveitamento do calor residual proveniente do processo de produção de energia elétrica, que de outra forma seria desperdiçado, obtêm-se benefícios ambientais e económicos muito significativos, decorrentes do acréscimo de eficiência do processo.

Quando a energia térmica proveniente do sistema de cogeração é utilizada para produzir frio, através de um ciclo de absorção, temos um processo “alargado” de cogeração que se chama trigeração.

Os sistemas de cogeração mais utilizados são os que recorrem a turbina a gás ou a motor alternativo.

Os sistemas de cogeração atingem em média níveis de aproveitamento útil de energia primária na ordem dos 60% , sendo este indicador considerado uma referência nos padrões de eficiência energética do sector.

Os benefícios energéticos e ambientais da cogeração são de tal forma relevantes que a meta para 2010 estabelecida pela União Europeia para a produção através da cogeração situa-se nos 18% do total da energia produzida.

Poderá também ter interesse em Benefícios da Cogeração.